Palha santa fé 

Encontrada no Rio Grande do Sul, originária do Uruguai, proporciona uma cobertura com aparência de uma massa compacta e flexível. A espessura final da cobertura é aproximadamente 25 cm, podendo ser mais espessa se necessária. Possibilita formatos variados e curvas nos planos dos telhados. É a palha natural de maior durabilidade: aproximadamente 12 a 15 anos, podendo chegar até 25 anos dependendo das condições climáticas do local onde será instalada.

Taubilhas

Há no mercado dois tipos de telhas de madeira: as produzidas industrialmente serradas com ou sem frisos laterais, tratadas quimicamente. São em madeira de Eucalipto ou Pinus e algumas peças imitam uma tábua mais rústica e então chamadas de Taubilhas pelas usinas que as fabricam, porém as Taubilhas originais assim são chamadas por imitarem tábuas (ou tabuinhas, daí o nome Taubilhas) irregulares, o que justamente as caracterizam por serem bem rústicas, a ScaliMendes fornece os dois modelos.

As Taubilhas originais são telhas artesanais, fatiadas no machado uma a uma, feitas com sobras de madeira e/ou madeira disponível dos manejos florestais.
Trata-se de material ecológico e sustentável pois ocorre a partir do reaproveitamento de sobras de madeira, não requerem produtos químicos para sua conservação, pois são feitas de madeira bem resistente ao tempo.

Piaçava

Original do Nordeste, esta fibra é colhida quando amadurece. A parte mais grossa é aproveitada para produzir vassouras e o restante é usado na confecção de coberturas. A piaçava é trançada em ripas de madeira de 2 metros. A sobreposição das ripas compõe o visual interno trançado. A espessura final da cobertura é de 8 a 10 cm. Para cada m² de cobertura utiliza-se 8 ml de piaçava. O tempo médio de vida é de 06 a 08 anos, podendo até se estender, de acordo com a qualidade da palha pois se colhida antes do tempo ideal, a fibra apodrece antes de atingir a durabilidade indicada. A quantidade de fibra aplicada à cada ripa também influenciará diretamente na qualidade e durabilidade do telhado, já que usando menos fibra, as ripas podem ficar muito 'ralas', resultando em uma cobertura com durabilidade inferior à esperada.