Palha santa fé 

Encontrada no Rio Grande do Sul, proporciona a aparência de uma massa compacta e flexível. A palha é arranjada em feixes de 30 cm de comprimento, posteriormente presos com arame a ripas de 2,5 x 2,5 cm. Por sua vez, elas são pregadas aos caibros e separadas 20cm umas das outras. A espessura final da cobertura é aproximadamente 25 cm, podendo ser mais espessa se necessária. 40 feixes de 10cm de diâmetro cobrem 1m². É a palha de maior durabilidade: aproximadamente 10 a 15 anos, podendo chegar até 25 anos.

Taubilhas

Telha em madeira de pinus tratado, visual diferenciado, rústico com implicação termo-acústica. O que no passado eram pedaços de sobras de madeira de aproveitamento, e davam aos remotos telhados caiçaras o aspecto rústico, hoje igualmente rústicas são agora produzidas em pinus tratado e com garantia.

Piaçava

Original do Nordeste, esta fibra é colhida quando amadurece. A parte mais grossa é aproveitada para produzir vassouras e o restante é usado na confecção de coberturas. A piaçava é trançada em ripas de madeira, presas em caibros a uma distância entre 15 a 20 cm umas das outras, dependendo da inclinação do telhado, a fim de evitar vazamentos. A sobreposição das ripas compõe o visual interno da casa. Do lado de fora, a piaçava é penteada e fica lisa. A espessura final é de 8 a 10 cm. Para cada m² de cobertura utiliza-se 8 ml de piaçava, cada pente de piaçava tem 2 metros. O tempo médio de vida é de 06 a 08 anos, podendo até se estender, bem como a qualidade da piaçava usada na mesma.