A palavra sustentabilidade tem sido usada nos mais diversos contextos: arquitetura sustentável, moda sustentável, consumo sustentável. Mas será que o conceito da palavra condiz com o seu uso, que é cada vez mais popular?

Pensar sustentável é ponderar o desenvolvimento da humanidade em relação aos impactos sobre o meio ambiente, o que temos feito nas últimas décadas, desenvolvendo este conceito na Scalimendes, porque acreditamos no nosso compromisso com as gerações futuras e porque compreendemos, também, que a construção civil é responsável, sozinha, por cerca de um terço do consumo de recursos naturais do planeta. E isso precisa mudar! 

Mas essa mudança não deve ser apenas uma Estratégia de Marketing, ela deve ser pelo entendimento primário de modificação da paisagem nos grandes centros urbanos e também pela assumida geração de resíduos poluentes, das construções e edificações que alteram o ecossistema. Ou seja, na relação do ser humano com o macro ambiente em que habita.

É possível ser 100% sustentável na Construção Civil?  

Pensando no quanto a Construção Civil altera o meio ambiente, não seria correto dizer que existem construções ecologicamente corretas, afinal, se há consumo de energia, uso de recursos naturais, mudança na cobertura vegetal, entre outras ações modificadoras, de fato, não há sustentabilidade no seu sentido mais amplo.

É cada vez mais comum observarmos o mercado utilizando termos como “construção verde” e “eco construção”, e isso tem acontecido em decorrência do aumento da preocupação da sociedade com a preservação dos recursos naturais. Mas infelizmente o que temos visto são Estratégias de Marketing apelativas, com ações pouco efetivas.

É claro que existem diversas técnicas e ferramentas disponíveis que tornam a sustentabilidade na Construção Civil uma realidade. Nós possuímos uma série de certificações ambientais que são associadas a metodologias que buscam reduzir danos e minimizar os impactos ambientais causados pela edificação. Mas para ser realmente sustentável é preciso pensar além.

Na composição do conceito de sustentabilidade é primordial levar em consideração as questões culturais, sociais e econômicas do ambiente, respeitando o espaço e até mesmo resgatando a arquitetura vernacular, que faz uso de matérias primas regionais na construção.

Na ScaliMendes, trabalhamos a sustentabilidade muito além do slogan, com atenção nas esferas da sociedade e do meio ambiente em todas as fases do processo até a construção.

Utilizamos madeira, único material de construção renovável, além do bambu, há 40 anos e fazemos isso porque sabemos que esse material requer menos energia na produção, transporte, montagem, demolição e ainda pode ser reprocessado e reutilizado.  Além de ser um material de construção neutro em termos de emissões de CO₂.

Para ter uma ideia, construir com madeira em vez de aço ou concreto reduz as emissões de CO₂ em mais da metade. Vale lembrar que a madeira se comporta de maneira mais previsível que outros materiais em incêndios. Quando sob a camada externa carbonizada, a madeira permanece intacta e mantém sua capacidade de carga, enquanto estruturas metálicas, por exemplo, desmoronam rapidamente em situações de fogo. Inclusive, diversos países, como o Canadá, consideram a madeira como segura na construção de edifícios com até 18 andares.

Os benefícios da madeira são diversos: proporcionam ambientes com clima regulado, absorvem e liberam umidade e, economicamente, são mais viáveis porque permitem 

pré-fabricação, montagem rápida, reduzindo as cargas e custos nas fundações. 

Quanto ao prazo de validade dessas construções, é o mesmo que das construções convencionais de alvenaria.

A Scalimendes e a Arquitetura Sustentável

Há 12 anos levantamos a bandeira da arquitetura sustentável pensando no desenvolvimento da construção civil baseado em três pilares: social, econômico e ambiental.

Além de respeitar os recursos naturais, com o uso da madeira como matéria prima, oferecemos soluções às mais diversas classes sociais, porque ser sustentável não é apenas pensar no meio ambiente, mas também no desenvolvimento saudável do ser humano.

Estamos sempre em busca do equilíbrio entre viabilidade econômica, proteção do meio ambiente e, claro, a promoção da justiça social.

Vivenciamos isso no dia a dia da nossa empresa, desde o conjunto de ações de educação para os nossos colaboradores até o cliente final. 

Se você quer saber mais sobre como a madeira, aliada a projetos criados com olhar humanizado fazem da Scalimendes uma arquitetura realmente sustentável, entre em contato!

Abrir WhatsApp
Vamos conversar?
Olá
Precisa de alguma informação?
Vamos conversar!!!